quinta-feira, Abril 17, 2014

Discussão em progresso

Uma discussão recorrente, mantém-se há uns meses, é se há uma tipologia de cérebro certa para alguma actividade intelectual específica ou se a partir de certo nível - leia-se acima da burrice - , tudo é igual e toda a gente tem uma capacidade inata de fazer qualquer operação. Diz-me a observação e a experiência que toda a gente é capaz de fazer tudo - acima da burrice - e que a incapacidade de fazer tudo pertence ao campo da mania, a qual sei que se pode dobrar e vencer. Se um tipo quer, um tipo pode.
Mas, deve haver manias que são muito profundas porque apesar de saber perfeitamente que isto de não conseguir fazer algo só pode ser uma imposição do cérebro enquanto orgão preguiçoso de procurar soluções novas, há actividades que este se recusa a resolver atempadamente, por mais teimoso que eu seja.
Isto tudo para dizer que sou uma besta no Excel.

quarta-feira, Abril 16, 2014

Mais um

O PPC faz 8 anos.

Neste ultimo ano foi complicado manter o blog. Os blogs, como media online, são antigos. Seguimos blogs para notícias ou debates, hobbies, mas os blogs pessoais estão a morrer.
Hoje a atenção dissipa-se - tanto para quem escreve como quem lê - em meios diferentes. Em 2006 a persona-online estava só no blog. Era a unica plataforma de expressão online. Ainda nesse ano apareceu o Twitter. Que reclamou um espaço. Não serve para bloggar, mas faz sentido para notícias. Depois o Facebook começou a tirar tempo e atenção a todos, depois o Flickr, depois fomos para os telemóveis, o Instagram, depois o Snapchat, depois milhões de apps diferentes para partilhar receitas, fotos de gatinhos, receitas com fotos de gatinhos, receitas com gatinhos. E agora segue-se a internet of things e se calhar volta tudo ao início.
Agora a história que se conta online está dispersa por estes meios todos e os blogs são um meio anacrónico, arcaico, pesado, um meio já a puxar para o literário. Só pessoas obstinadas é que podem ter um blog nestes dias. É ser casmurro, insistir nisto.
Siga.

terça-feira, Abril 15, 2014

Síndroma de Estocolmo

Fui ao tasco à espera de ser bem atendido e o gajo não respondeu "você não quer isso, coma antes o ensopado de borrego, que está daqui." ( gesto da mão na orelha ) e deu-me o que pedi.
Granda bosta de serviço.

segunda-feira, Abril 14, 2014

Exercício matinal

Exemplo de notícia normal em Portugal:

"Número de clientes dos ginásios aumentou em 2013, apesar da crise" no Público.


Título objectivo e realista:

"Número de clientes dos ginásios aumentou em 2013" no Público.

 
Título normal, invertido:

"Apesar da crise, número de clientes dos ginásios aumentou em 2013" no Público.


Exemplo de notícia normal nos States:

"Número de clientes dos ginásios aumentou em 2013, latinos e afro-americanos são uma minoria".


Título à States, objectivo e realista:

"Número de clientes dos ginásios aumentou em 2013".



domingo, Abril 13, 2014

Areeiro, 2014

Branding e product placement num só exemplo