sábado, setembro 01, 2007

Resolver problemas

Sair de casa, todos os dias, bem cedo. Antes de sair, ter o cuidado de não esquecer o rolo de fita-cola. É pequeno, cabe no bolso. Lá vamos.
O autocarro diário tem o ar condicionado sempre ligado. Há saídas de ar para cada pessoa e mais uns buracos extra por arranjar. Toda a gente sabe como uma pontada de ar no pescoço pode estragar-nos a saúde. Como a saúde é um assunto sério, há quem resolva o problema dos buracos extra do ar condicionado: tira o rolo de fita-cola do bolso e cada fresta é coberta de fita cola, até ter a certeza que não sobra um fiosinho de vento que o lixe pelo caminho. Se na viagem seguinte não conseguir sentar-se no mesmo lugar, forra as novas frestas que encontra ou renova os pedaços de fita-cola já velhos.

5 comentários:

Mamã disse...

Não são velhos que têm reumático?
Essa tua aptidão para os achaques dos velhinhos é muito engraçada lool

Perdido disse...

...Até adianto que junto com a fita-cola, costuma trazer um portátil. É um tipo novo... Não é velhinho.

Achaques? Sabes la a minha vida...

Susana Rodrigues disse...

Bolas...
Cada vez vejo este país mais negro, até parece que vivemos na Índia.
Se a seguir fizeres um post sobre as coisas transportadas nesse bus, começo a acreditar que viraram as peças do globo e misturaram tudo e então pergunto: onde estou??

Perdido disse...

Ah, enganas-te. As peças mais bizarras que se transportam são portáteis e ipods. Pelos portugueses, pelo menos. Ja nao ponho as mãos no fogo pelos chineses. ( sacos de 50 litros cheios de roupa ).

Susana Rodrigues disse...

Tens a certeza que é roupa?
O meu vizinho do 3º andar (um chinês dono de 3 fantásticas lojas na fabulosa Vila de Qiejas) tinha um filho gorducho que só vimos por aqui na 1ª semana após nos mudarmos...