sexta-feira, maio 30, 2008

Do dia.

(...) Olha esta foto, eu aqui
era novo e inocente
"às suas ordens, meu tenente!"
E assim me vi no breu do mato
altivo e folgazão
ou para ser mais exacto
saudoso de outro chão
não se vê no retrato

Chega-te a mim
mais perto da lareira
vou-te contar
a história verdadeira
(...)


in fotos de fogo, Sergio Godinho.

2 comentários:

Porcos no Espaço disse...

Grande música... Não esperava encontrá-la aqui.

Perdido disse...

A letra é genial...

Faz-me sempre lembrar as fotos que tenho do meu pai, também de corpo inteiro, no ultramar

e este trecho... a fazer sentido nesse dia.

inesperado, P.N.E. ?