sábado, março 17, 2007

TV matinal II

Tenho de me retractar.

Sim, sou um consumidor compulsivo de Internet,TV, música, jornal, etc. É um vicio enorme. Se estou na rua, vou ouvindo musica ou noticias no rádio. Se estou em casa, dificilmente deixo de ver as notícias. É claro que o computador é tipo luz-da-cozinha, está sempre ligado. Preciso da Wiki pra saber pormenores que a televisão ( objecto pré-histórico não-interactivo ) não dá. Nisto, sem querer, sou capaz de estar a ver estas coisas todas ao mesmo tempo.
O que me leva ao fulcral: Tenho televisão no PC. É o meu gerador de ruido. Não fico especado a olhar para o Manuel Luís Goucha. Não espero que de repente a TVI passe a fazer manhãs de televisão homenageando Lopes-Graça e o pós-modernismo português. Vou fazendo as minhas coisinhas e ouvindo rameiras, pois. É compatível, mesmo não parecendo.
Eu cá gosto de pensar que vejo televisão, mas à distância...

2 comentários:

Raquel disse...

Tu ve o Goucha, a Fatima Lopes, ve até (como eu fiz ontem)as miudas que olham para a foto do Che, e não sabem quem é. Televisão com gente que nos faz rir ou que não nos faz nada, o raio que nos parta. Deste lado somos sempre nós, certo?

Perdido disse...

Pois, se calhar estamos demasiado exigentes... a T.V. não está a ser feita para as pessoas verem melhor, só para verem mais, se calhar... Como diria o meu irmão, " É um anúncio gigante."