quinta-feira, abril 24, 2008

Visitas

Sonhei com o meu pai. Estava igual, bem disposto, bem presente. Estávamos em casa do meu avô, em ruinas. Ele esteve a dizer-me o que fazer à casa, para chamar um carpinteiro, para não deixar a casa assim. Instrucções. Cá fora, já havia gente a cobiçar as madeiras das tulhas, mesmo estragadas.

5 comentários:

MDD01 disse...

oh pá, nunca me lembro dos sonhos. faz tempo que não sonho, axo.

Susana Rodrigues disse...

Então, se calhar, está na hora de fazeres alguma coisa, não? ;)
É reconfortante matar saudades, nem que seja a preto e branco...

Perdido disse...

Sim, há coisas por fazer.
Mas não, essa história dos sonhos a preto e branco é tanga. São a cores.

mãe de dois disse...

Os meus também.

terramater disse...

Sabes o que é que isso quer dizer?
Quando quiseres, diz qualquer coisa.
Um trabalho nunca se deixa a meio.

*