quinta-feira, agosto 28, 2008

Bloco

Há minutos atrás, o Bloco adicionou-me como contacto numa rede social online ( são modernos, eles) . Até acertaram.
Há muitos anos atrás, tinha este fetiche pelo PSR. Era pequenino, andava numa escola de artes, ( não era artista, porém ) 90% do pessoal vestia-se de preto e usava um keffieh ao pescoço, portanto fazia sentido. Mesmo nesta altura, o PSR não era opção ( PC era o partido mais influente entre o pessoal mais activo politicamente ) para muita gente. Isto é, deviamos ser uns 14 ou 15 a ser do contra. Entretanto, o PSR faleceu e deu lugar ao Bloco. Perdeu um bocado a mística: a ideia era poder votar contra, e nunca num projecto com viabilidade. Merda. Perdeu-se muito, com a ideia de que realmente o Bloco podia influenciar o rumo desta pequena jangada. Votei em branco. E desde que assisto a um acordo entre José Sá Fernandes e a Camara de Lisboa, bardamerda p'ró Bloco. Entretanto, no flickr, lá me lembrei da unica razão para não cortar radicalmente com o bloco. Há tempos, até teria duas.

4 comentários:

António P. disse...

Tão novo e já colunável !!!
Não nas revistas socialite mas do jet caviar.
Isto promete.
Um abraço

Perdido disse...

Jet caviar, Lux, Bica do Sapato e colégios internos, é o futuro.

Livro de Cabeceira - Radio Universidade de Coimbra disse...

bahahahahhhh...
ai ai, tivessem a nogueira pinto e a ferreira leite menos 40 anitos e era ver-te no myspace azul-laranja

Perdido disse...

Ui, o que foste dizer. A Nogueira Pinto? ainda hoje é uma brasa. Até me esqueço da revolta do proletariado.