sexta-feira, agosto 15, 2008

Soy el Ladron del Amor

É o titulo de post mais ridiculo que já me lembrei. Juro que ouvi alguém cantar isto, no entanto.

Noite de festa, de jantarada num restaurante coberto de gravatas e de copos. De conversas sobre Flash falhadas, de revisitações a bandas sonoras pesadas e obscuras. De comer uma bela açorda de marisco.
De ( ui ) ir ouvir Salsa e Kizomba.



Salsa e Kizomba. Tenho de repetir, para ver se está certo.
Danças a pares, é um mundo estranho, ainda estou a tentar encaixar...

Salsa: É sabido como as mulheres gostam disto. Eu vivo na ideia que é meritório da parte delas, especialmente quando os homens que entram na dança não gostam de mulheres. Ironia do destino.

Kizomba: É sabido como as mulheres gostam disto. Eu vivo na ideia que é meritório da parte delas, especialmente quando os homens que entram na dança nem vão lá para dançar. Ironia do destino.


Vão ao LUX, pá. É mais facil e está escuro, ninguém vê quem o pisou.

disclaimer: as opiniões expressas neste post contêm preconceitos. Se não tivessem, não tinha escrito nada hoje.

2 comentários:

Edson Medina disse...

Ok, nunca te disse, mas domino kizomba. 10 anos a virar frangos na pista.

Perdido disse...

Estou a imaginar... Confirmas então, Kizomba sim, mas não é para dançar, certo?