segunda-feira, junho 20, 2011

Batendo com a testa na mesa de cabeceira, a realidade era pior do que tinha sonhado

Estava eu numa sala com uma mesa gigante, virada para uma janela à mesma escala, tinha à minha esquerda sentado o Paulo Portas, seguido de mais gente, ministros. Discutia-se politica e eu estava triste mesmo triste a pensar  "porra o Passos Coelho é mesmo primeiro ministro..." nisto, da janela sem vidro entra uma andorinha em voo já morta que caindo na mesa se parte aos bocados. Ninguém se mexeu e fiz um gesto ao Portas, simulando uma tacada de snooker a-andorinha-morta-já-se-tirava-daqui-não? o gajo nada e eu pego numa revista enrolo-a faço um rolinho e empurro os bocados da andorinha da mesa fora. Nisto penso, bem cantava o Carlos do Carmo por morrer uma andorinha não acaba a primavera mas não tou a ver grande futuro não...

Salvem-me tenho sonhos politizados.

12 comentários:

Pólo Norte disse...

Ahahahahahah!

Adorei. Chamavas o Relvas, não?

Prezado disse...

Agora estás a ver como é grave?

du disse...

quando li a parte de enrolar a revista esperei mesmo que fosse para acertar uma pancada seca nas unhas do portas, como um "senta!" (neste caso, mexe-te!)

Julie D´aiglemont disse...

Dizem que dormir com uma ressaca nunca dá bom resultado, eheheheh

Prezado disse...

Tava sóbrio, pá.

Capitu disse...

Eu só não gosto do Relvas! De resto, tenho confiança no executivo... deixa lá ver!

Prezado disse...

ó pitu, mas tu tens confiança em políticos? mas ca modernices são essas? tas-ta passar? tás a ficar reaça?

Capitu disse...

Sei lá! mais uns anos desta fuck e começo a confessar-me todos os domingo se a votar no CDS... continuo a dizer que o Executivo me merece confiança, precisamente porque os ministros que interessam são independentes e parecem ter os cinco bem aferidos!

Prezado disse...

Independentes pois sim... Tanto como qualquer condotieri que andasse por aí.

Julie D´aiglemont disse...

Capitu, Capitu, onde andas tu? Tenho saudades do teu blog...

Capitu disse...

Eu hei-de voltar, Julie! Prometo que volto... não sei é quando!
Ó Prezado, um voto de confiança não te ficava nada mal... pareces aqueles gajos do PCP tipo Bernardino: «Como se sabe estes senhores são conhecidos pelas suas políticas de direita e tal...» Caramba! a cassete gasta e já não pega. Acho que um discurso como « Vamos lá ver o que é que este Executivo vai fazer. Merece a nossa confiança, mas cá estaremos para fazer oposição quando as coisas forem do nosso desagrado...» assentava que nem uma luva...
Digo eu! mas atenção, eu estou em queda livre e do BE/PCP começo a simpatizar largamente com o CDS/PP

Prezado disse...

pitu, sai-te já daqui. baza. Não acredito no que li agora.