quinta-feira, maio 17, 2007

Não há crise

Desde que mudei de emprego, tenho cromos da bola ( eles dizem que não são, pois ) à minha volta todos os dias, tenho mais curiosidade por este belo desporto. Faço zapping por um jogo e já paro no canal por mais de 2 segundos, cheio de vontade de pertencer à tribo. Mas ainda assim, não consigo livrar-me da sensação de estar a perder melhor na Rai Uno ou na RTP Africa. Eu juro que me esforço.

A atenção que dou ao futebol chegou agora um patamar praticamente obsessivo, provavelmente chego agora a perder uns 90 minutos por ano a ver bola. Até fui convencido por um colega ( e a minha dupla também, outra com o mesmo handicap social) a irmos todos ver um jogo, ao Benfica. Descobri então uma dura realidade:

OS BILHETES DA BOLA SÃO CAROS!

Não esperava tanto, sinceramente. Tinha a ideia que sendo um desporto tão popular e que o povinho neste país não anda com liquidez suficiente, que uma ida à bola andava nos 1000 paus... Agora sei para onde vão os empréstimos por telefone.

4 comentários:

porcos no espaço disse...

Para isso é que existem os cafés com sportv.

Mas não desistas, estás no bom caminho: reconheceste que faltava qualquer coisa na tua vida e decidiste procurá-la.

Mamã disse...

E eu a pensar que tinhas saudades de falar de depilação, novas tendências e fraldas.

Perdido disse...

Sim, tenho saudades de falar de fraldas. O resto vou estando atento.

Raquel disse...

depois da entrada no mundo da olaria só mesmo o fantástico mundo do futebol. Ainda não confirmaram a vossa presença dia 26. o concerto não acontece sem ti, se é que tens noção!!