quarta-feira, maio 16, 2007

Vândalos.


" - Boa tarde. Queria um marcador que pinte branco."
" - mmmh..?"
" - BRANCO, que pinte branco. Pintar."
" - mmmmmmhh ..? "
" - Sim, tipo corrector, tinta branca."
" - AAAH, BRANCO! Sim, sim, temos aqui uns quantos, espere."

Era demasiado frontal, mesmo para um tipo que vende latas de spray com 3 kilos e marcadores com bicos de 12 cm de largura a pessoal do Hiphop no Bairro Alto. Porquê a pressa, por quê declarar as minhas intenções de vandalismo antes sequer de ter a compra feita? Havia uma dissonância cognitiva: um gajo branco ( mais no sentido "grisalho" do termo que na cor da pele, é certo ) , com idade pra ter juízo e sem pronúncia de Cova-da-Moura, a pedir marcador que pinte banco...

Há alturas em que é lixado ter uma maneira esquisita de falar...

7 comentários:

Vee disse...

E o que foi objecto do teu vandalismo?

Perdido disse...

Já em casa, revelou-se que o meu objectivo era fazer ilustrações em caixas de cartão...

Vee disse...

oohhh ;)

porcos no espaço disse...

Os grisalhos de sotaque indefinido são os piores, não admira que o homem desconfiasse.

santa engrácia disse...

Quem te manda telhresh uma maneira exquexlhita de falhalhie?

Mamã disse...

Ás vezes a vida é uixada...

mãe de dois disse...

o que vale é que há quem ainda de consiga pe'cebee