sexta-feira, agosto 17, 2007

Eu ainda sou do tempo...

Eu ainda sou do tempo em que os intelectuais não discutiam sobre bola.

...Bem como qualquer pessoa com mais do que a quarta-classe. Agora encontro um Rui Santos que fala do futebol com o mesmo garbo que o Nuno Rogeiro fala de geopolítica. Palhaço.

5 comentários:

Porcos no Espaço disse...

Epá, SIM!

Finalmente alguém que percebeu que o Rui Santos é efectivamente um grande palhaço!

Por acaso foste tu, mas acho que tinha de ser alguém fora da esfera futebolística, já que todos os outros papam tudo o que ele diz.

Obrigado, não estou sozinho nisto.

Susana Rodrigues disse...

Olha! Não percebo esse teu problema com o futebol. Já encaraste a coisa do ponto de vista lógico? Trata-se de um jogo em que se aplica a perícia corporal-cinestésica (caso não saibas, uma das 9 formas de inteligência identificadas) além de ser um desporto em que se traçam estratégias (aposto que para ti se for um jogador de xadrez é um gajo inteligente ao passo que se for um treinador de futebol é um calhau andante). Eu até nem gosto de futebol, mas penso que quem baseia uma boa percentagem dos seus posts a falar mal deste desporto tem algum tipo de problema por resolver... confessa lá: quando eras puto ficavas sempre à baliza, não?? :P
beijos,
Susana

Perdido disse...

Meu caro, o gajo utiliza um esquema tipo Paulo Coelho: falando devagar, , sereno, com um vocabulário jeitoso, pausadamente e compenetrado, qualquer gajo parece um douctor. Mas topa-se...

É como dizes, susana: Quando era puto ficava sempre à baliza. A minha inteligência corporal-cinestésica sempre foi a de uma batata. Mas já antes disso, não ligava puto à bola( tenho de agradecer essa graça ao meu pai, em minha casa nunca se ouviu alguém gritar "GOLOOO!!", nem saltar do sofá aos urros e chamar filha-da-puta a um árbitro).
Odeia-a durante muitos anos, é verdade e em todos os aspectos. Agora , com o yoga, alinhamentos de xacras às sextas-feiras e acupunctura, só a desprezo ( alternando com um ódio ocasional). E gosto de falar sobre bola porque essencialmente é uma habilidade que tenho em relação a todos os outros: Escrever sobre algo que não sei absolutamente nada. Para os cromos, é cómico eu não saber nomear um defesa, por exemplo.

Susana Rodrigues disse...

Deixa lá...
Eu também não percebo nada de bola, mas fou benfiquista ferrenha e gosto de imitar os gato fedorento a chamar "gatunos!".
E do benfica conheço o Mantorras. Ok, também o Rui Costa que é um must, já que a quantidade de anos que o "conheço" dentro das 4 linhas reclamam por estatuto.
Fazes bem em alinhar chakras, é fixe quando conseguimos desprezar/ser indiferente em vez de odiar. Contudo creio que ainda não chegaste ao ponto certo no que toca ao futebol ;)

Perdido disse...

É verdade, mas ponho a culpa na televisão. Eu já ignorei mais o problema, mas todos os dias sou bombardeado com "noticias" sobre o mundo da bola que me põe louco. Não ha mais desporto nenhum ? não ha gente mais interessante para entrevistar sem ser jogadores ou presidentes de clubes?