terça-feira, junho 26, 2012

Conseguiram

Dada a combinação do calor com a constante presença do calor como novidade absoluta na televisão na rádio nas redes sociais no caralho em todo o lado, cheguei à conclusão que sim é um caso de brilhantismo absoluto o meu óbvio, sendo assim passo a explicar com funciona o calor, já que pelos vistos só eu é que percebi porque continuam a repetir as instrucções para lidar com o calor como se fosse uma crise de paludismo sub-sariano versicolor de uma estirpe inédita e que irá aniquilar a humanidade começando pelos neurónios:
Não usem roupa. Evitem cuecas. Bebam muito. Andem à noite.

6 comentários:

POC disse...

Cuecas e calor são como Água e Azeite.

Xuxi disse...

x
cuecas, quem é que usa cuecas aqui??

acido acetilsalicilico disse...

ah ah ah ah
:D
e mergulhem nas fontes da cidade

Mak, o Mau disse...

Salvos raras excepções, o pessoal desconhece por cá o conceito de usufruto do espaço público em horas de calor.

Ontem, fim do dia, as filas das paragens de autocarro que ficam em frente tinham mais gente que o Jardim do Campo Grande.

Mais do que o ar, a malta gosta é de vida condicionada.

Maria disse...

Há duas grandes novidades no clima: calor no verão e chuva no outono... De há uns anos a esta parte, os dois fenómenos enchem minutos de televisão, porque são tão delicados, raros e etéreos que se não fossem noticiados a malta não sabia que o sol queima e a chuva molha.

Prezado disse...

Mak, como temos sempre bom tempo, somos umas flores de estufa que não saem de casa à mínima variação de temperatura.

Maria,

A minha teoria não tem a ver com a raridade dos fenómenos mas sim com a impossibilidade de controlo dos mesmos. É um fascínio cada vez maior, na era do iPhone....