segunda-feira, dezembro 13, 2010

Cadáver por descrever

Eu até queria contar qualquer coisa do fim de semana, mas não me lembro dos pormenores porque não tinha a máquina fotográfica. Às vezes calha sair de casa todo contente de máquina fotográfica, e ao primeiro tema de interesse na rua, descubro que está sem bateria.
Insulto a minha reduzida memória e sigo, a remoer a minha estupidez momentânea que me vai custar tanta foto genial. Tanto prémio Magnum perdido, Deus.
Deixei assim de poder recordar o que se passou neste fim-de-semana inteiro, estando agora dependente das informações que me possam dar sobre onde andei. Espero que possam partilhar comigo todas as informações que possam ter. Tentarei juntá-las todas e fazer disso o post de fim de semana, em jeito de cadáver esquisito.

4 comentários:

Gata Escaldada disse...

A minha alma está parva... então a wikipedia não sabe que exquis em francês (e exquisite em inglês) se traduz por delicioso, e não por esquisito?!?

Gata Escaldada disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Prezado disse...

Mas eu sempre ouvi falar de cadáver esquisito - tradução à laia da porra que se espalhou livremente? - nunca ouvi cadaver delicioso.

Prezado disse...

Os meus estimados leitores são uns bacanos que nem vos digo. Vou vender os vossos dados a empresas de marketing obscuras.

Amanhã.