terça-feira, agosto 02, 2011

Fiat lux

Cosmogonia Prezadiana, como imaginada por Proteu ( versão torcicolar direita )
Uma chatice, perguntaram-me em que acredito - na verdade perguntei-me eu, é um modo de parecer mais ocupado do que sou - e do conjunto de crenças em que baseio a minha vida, fundamento as minhas decisões, que são muitas e evidentemente importantes, já que me trouxeram até aqui ao momento onde estou ou a representação mental do mesmo já me perdi foda-se considero importante que se retenham os eixos principais desta fé:  Nunca tomo por certo qualquer tipo de informação veiculada por deus, salvo se a tiver ouvido em primeira mão. Revelações por livro, interposta pessoa, telejornal, audiobooks ou aparições, não são de fiar. Um discurso do Passos Coelho é um bater de asas de uma borboleta no outro lado do planeta. Acreditaria em Karma caso houvesse uma projecção do tempo útil do retorno universal: Matar uma barata e morrer passado 60 anos não é kármico, mas poderá ser insuficiência cardíaca, cancro ou velhice. Creio que um Pai Nosso virado para Meca é tão válido como uma circuncisão no Ganges ou o crisma de Neptuno. Existe um inferno sim isso infelizmente confirmo é o Cacém. Quando faço coisas erradas, - os católicos nessas alturas vêem um tipo de barbas e um de tridente e a maldita tentação, eu vejo-me a pensar foda-se já vais fazer merda outra vez - sinto o Cacém em mim. A sensação é como um soco no estômago de um fiscal de câmara corrupto. Evitem.

9 comentários:

Julie D´aiglemont disse...

Olha, acreditamos na mesma coisa: em nada, ahahahah!

Prezado disse...

É preciso ser chato, não acreditar em nada. É um desespero para desbloquear conversas.

Mak, o Mau disse...

Fiat, só acreditei no Mirafiori que a nossa garbosa polícia de antigamente levava para todo o lado...

Prezado disse...

Eu gostava de um 300 verde garrafa. Mas nunca acreditei.

romântica disse...

o génio impar de você me deixa à toa

Prezado disse...

Génio impar. Porra. E nem fui eu próprio a comentar com outro nick. É digno.

Capitu disse...

Mas eu acredito no Pai!

Prezado disse...

Não acredita nada. Acredita no belo, acredita, como ouvi de um sábio: Deus não existe mas tolera-se para fins poéticos. Tenha juízo.

Capitu disse...

Cada um acredita no que quer... ara! Deixe de ser mau feitio e vá de férias logo!