terça-feira, maio 13, 2014

13 de Maio

- Jacinta, passa lá isso.
- Já vai já vai calma. Jacinta bebia mais um gole de medronho num safanão afastava Lucia apre diziam seus braços em esquina viva sai-te para lá que já é a tua vez
- Jacinta não sejas lambona és mesmo lambona pareces o prior
- Párem lá com essa merda, quem trouxe a garrafa fui eu não vos vi a serem valentes para ir lá a adega buscar a garrafa o Petrolino chegava-me a roupa ao pelo e agora são valentes para beber já são valentes passem cá isso. Só um gole vá toma lá que cansaço. Lá vai a porra da cabra Barão busca barão olha a cabra assobia e o cão pelas pedras corre para a cabra.
Lucia toma conta das cabras eu tou com sono e o sol vai alto ainda.

- É Lucia já é noite já é noite acorda acorda olha é tarde. Estamos feitos Jacinta não demos pelas horas as cabras onde estão as cabras. Galgam os montes tresmalhados como as cabras calcorreiam fundões cafundós e afins tudo sítios de nomes ermos juntando cabras e cães o Barão ajuda mas pouco é teimoso e corre pouco, os pugs são assim.

- Então onde andaram perguntou o pai severo e grave olhar encovado ó onde é que andaram já perguntei - Meu pai foram as cabras elas perderam-se  - isso é porque andaram a dormir eu já vos disse o que acontecia se andassem a mandriar não meu pai não senhor meu tio não é que apareceu uma senhora uma senhora , mas qual senhora a senhora levou as cabras foi? não eu eu ouvi a senhora a chamar e fiquei a ouvir - Mas quem? - era uma senhora lá em cima - em cima do Outeiro? mas vocês não eram para estar na várzea com as cabras não meu pai no alto no alto da oliveira, ela trepou, Jacinta o que é que já te disse como é que alguém trepava aos choupos tu tas-me a mentir vais contar essa história à vara de marmelo - não ela estava em cima da arvore mas não trepou ela veio cima de uma nuvem e era muito bonita e de branco e disse que era uma santa e disse para rezarmos foi isso foi juro por deus nosso senhor
- Foi isso foi, tio
- E vocês não andaram a beber nada?
- não meu pai não não
- Vou chamar o Prior. Vocês vão-se confessar.

Então prior?
Eles viram Santa Maria. Jacinta jura pela alma da mãe que viu uma senhora branca de luz que lhe disse para orarem pelos enfermos. Francisco disse que não viu nada mas ouviu. E Lucia também não viu nada, ainda não tem aqueles óculos que vão ser conhecidos daqui a uns anos e que vão ser a sua imagem de marca. Ray-ban? não aqueles verdes ok já tou haver - Acha que estão a mentir? pelo sim pelo não meta-os de castigo assim o farei prior

Hoje dormem no curral. Não o Jericó é bravo e morde vá a andar, não não pode porque senão, Vai o Francisco então e mais a cara do marmelo ah não contamos o segredo ah são 3 um cada um tem um - Segredo? A senhora contou um segredo a cada um de nós mas só podemos contar ao Bispo. Calha bem o bispo está em minha casa vou lá levar-vos e põe-se isto a limpo não prior ao Papa só contarmos ao Papa disse a senhora o Papa protege-nos dos comunistas - onde é que ouviste isso rapariga  - só o Papa, senhor prior -

Senhor Bispo, eles juram a pés juntos. Isso parece-me coisa de gente simples. Mas o povo já sabe disto, ontem já vi gente ao pé dos choupos.

- Se eu um dia descubro que vocês inventaram isto e que anda tudo a rezar no ermo à vossa conta, parto-vos a cabeça à pancada.
- Sim tio.


Acho que foi assim. Foi um dos temas de conversa ao almoço.

3 comentários:

Rafael Souza disse...

Era mais ou menos assim que o imaginava... É uma das muitas explicações com muito mais sentido que a que levantou a basílica (porém, o próprio Saramago nos disse que, para levantar basílicas não é necessária grande lógica, apenas vontade).

São João disse...

Esqueceste-te da parte dos extra-terrestres e da nave.

marta morais disse...

e dos cogumelos!