segunda-feira, setembro 22, 2014

Problemas de identidade

O Novo Banco não nasceu sob uma boa estrela. Tem tudo para falhar, menos o facto de ter nascido já com clientes. É um bom princípio, mas não chega. Por isso, fizeram uma nova identidade.

Tecnicamente, cocó.

O Novo Banco - uma designação neutra e própria de advogados e técnicos de finanças - surgiu em helvetica e com uma borboleta. Como a Helvetica já não diz nada a ninguém, a borboleta diz tudo. A borboleta disse tudo, a meu ver: O BES, banco aparentemente bom, era uma lagarta da couve. Comia o seu peso em ouro todos os dias, já gordo escondeu-se no seu casulo e quando uns tempos depois eclodiu, revelou-se uma linda borboleta, livre de ganhos e cancros, deixando para trás uma má primavera. Diriam que é um falso raccord, a memória imediata leva-me para a lagarta porque conheço ambas as histórias, a da lagarta e a do banco. Quem começou a contar esta nova história tinha na mente contar a outra metamorfose boa conhecida, a do patinho feio. Mas os tipos do banco com o pelicano disseram logo para tirarem o cavalinho da chuva. Não são burros, não.
Veio assim a borboleta contar a história de como nasceu com 2 milhões de clientes, não há que disfarçar, uma borboleta que nasce já com o bucho forrado de ovos. Campanha inerte, identidade inerte.

Eis que relançam, passado 2 meses, a nova identidade. O baptismo dado pelo Banco de Portugal pegou e mantiveram a designação. Seria arriscado dar um nome novo ao banco novo dado que o nome mais recente do banco novo era novo? banco.
Aplica-se uma fonte moderna, arrendondam-se os cantos e mantém-se a borboleta, agora metaformoseada. Uma borboleta que ainda ninguém conhecia ( ou acham que alguém liga a publicidade? ) passou a ser icónica em 2 meses. E digo icónica no sentido hieroglifico do termo, porque agora não sei  o que é. É a borboleta? É uma traça? a metade traseira de umas aspas? um pássaro?

Arranjem uma marca nova. Já deram cabo de tudo, mesmo.

2 comentários:

São João disse...

Parece mesmo as traças que tenho na despensa, cinzenta e compacta.

gralha disse...

E quanto tempo é que dura uma borboleta, mesmo?