quinta-feira, maio 20, 2010

O ar do tempo

Em conversa, tenho ouvido muita opinião sobre as mudanças na sociedade relativamente à igualdade de género. Antropólogo eu, com cátedra em sociologia pela wiki e reconhecido consumidor de conversas de autocarro, fico sempre com aquela ideia da existência de universos paralelos.
Sim, as coisas estão muito melhores.
Sim, grandes diferenças.
Mas, ainda e por mais tempo que passe, regra geral, quem se lixa é o mexilhão. O mexilhão é a mulher.
A igualdade é uma ilusão. Há quem diga que isto está quase quase quase nivelado entre sexos. Bom, não está e está longe disso. As mulheres que ganham menos só porque são mulheres, na mesma tarefa, sabem. E não falo só de fábricas de sapatos em Vila Nova de Famalicão. Falo de multinacionais em Lisboa. Das que vão para casa porque os infantários são poucos e caros. Etc etc etc saberão mais exemplos que eu, pobre sindicalista .
Lembrei-me disto porque me disseram que há aí gajos com medo destas gajas modernas. Mulheres com poder.
Não tenham medo, a crise está cá para isto.
No máximo, e se tiverem sorte, nos próximos tempos elas vão poder é ter mais trabalho que nós.

E antes que digam que é um post machista,  pergunto: porque é que as mulheres têm os pés pequenos?

7 comentários:

Capitu disse...

Ora, está mais que provado que os gajos são muuuuuuuuuuuuito mais inteligentes que as gajas. Nós somos só adornos do mundo... ah! e gostamos de fazer trabalho de escravas... é qualquer coisa libidinosa...

Prezado disse...

por acaso... Há coisa mais sexy que uma mulher a lavar o chão? O trabalho braçal é a revelação da sensualidade no proletariado.

Clara disse...

ah, também posso ir para casa e ser sustentada por um homem. n me importo de fazer esse sacrifício pela crise. as minhas crianças [enquanto pequenas, pelo menos] agradecem também.

porque temos os pés pequenos mesmo?

Mak, o Mau disse...

As crianças brincam com Lego, os adultos brincam o ego. E o ego masculino, em muitos casos, é um brinquedo muito deficiente...

Prezado disse...

Mas isto não é um problema de ego de um dos sexos. É uma constatação. Sexos, andam cá os 2 há muitos anos a trabalhar para o mesmo.

Capitu disse...

Eu cá sou da opinião que gaja é em casa, frente aos tachos, rolos na cabeça, bem farta, uma rodada de gaiatos e assim...
a trabalhar?
Bom, isso se se armam em peneirentas temos que lhes dar no osso.

Prezado disse...

Não abusem, mazé. tanta modernice, é por isso que isto tá cheio de homens que arranjam as sobrancelhas e rapam os pelos do peito - vide cartazes do tony carreira.