segunda-feira, janeiro 26, 2009

Não tarda, deito a TV pela janela e passo a ver LolCats a noite toda

Quando ouço os tais empresários queixarem-se da crise, não posso deixar de me rir. "concorrência a mais" é uma que me fazer sorrir de orelha a orelha. Senão vejamos... a concorrência, essa maldita...

Ainda hoje me perguntaram "qual é o melhor acesso à net?". Sei lá: todas fornecem não mais que 60% da velocidade que prometem ( a resposta é sempre a mesma, "culpa das infraestruturas"), os preços são os mesmos ( vide aqui ), resta-nos rezar que o nosso ponto de acesso tenha boa cobertura...

Não me falem em concorrência. Tenham vergonha.

9 comentários:

Sofia disse...

Há empresários e empresários. Há empresários que têm salários em atraso, ainda não receberam os seus ordenados, tâm dívidas para pagar e não sabem para onde se irão virar. Não falo dos grandes empresários, falo dos pequenos e médios empresários e aqui sim, há muita concorrência e essa é umas das razões que leva à falência de muitas empresas. E não, não tenho vergonha eu afirma-lo com toda a convicção.

Prezado disse...

Desavergonhada:

Há de todo o género de empresários, sim. Empresários do Benfica, empresários do Sporting, etc. Mas neste país, concorrência?

o exemplo dos ISP's é só um...

Sofia disse...

Conheces o meio empresarial para afirmares em absoluto que não há concorrência?
Depende das áreas, não é? Mas lá está o português tem a mania de generalizar... ;)

E a desavergonhada continua a dizer que sim, há concorrência. Wanna bet?

Prezado disse...

É verdade, generalizei num habito generalizado... Não andei a verificar com as minhas fontes informativas de confiança, quando ando a escrever para blogs de renome. Não posso asseverar em absoluto, mas não seja por isso: fico-me pelo costume, confirmo com os taxistas.

Desavergonhada: mercearias de bairro não contam.

... e fazer apostas é feio. Quanto?

Sofia disse...

Os taxistas são duvidosos. E fazer apostas não é feio, é assim uma tontice parva.
;)

Prezado disse...

"Os taxistas são duvidosos": Estamos claramente a generalizar sem vergonha nenhuma.

"tontice parva" soou-me a pouco.

Sofia disse...

Queres que te soe a quê? Brinca-se falando a sério, fala-se a sério brincando. E às vezes não sabemos sequer o que dizemos, ou sabemos e fingimos que não.

Pronto, generalizei. Mea culpa.

Prezado disse...

Além de desavergonhada, fraquinha. Até os taxistas fazem apostas. Tea culpa.

Sofia disse...

Fraquinha? Não faz mal. Eu não me importo.