quinta-feira, junho 21, 2007

Que faço eu?

É difícil explicar o que faço a quem não é do ramo.
Essencialmente a minha mãe.

"desenhos?" não, não é tão pouco assim. "Internet?" Sim, mas não é tudo. "fazes as fotografias?" tem dias, sim. "mas fazes?" às vezes, só digo como se fazem. "Mas então sabes fazer." depende. Até um certo ponto, sim. "ah, precisas de ajuda, então?" Sim, não faço tudo sozinho. "e aquele logótipo?" esse fiz sozinho. "e o que está escrito, foste tu?" não. O que está escrito foi outra pessoa. "não escreves? só essa frase?" é complicado. Sei escrever, mas não para isto. "então tens as ideias e depois escrevem o que tu queres?" bem, a ideia não é só minha. "então, disseste que o anuncio era teu...?" Pois, mas as ideias é sempre com outra pessoa, fazemos juntos. "e na televisão, foste tu que fizeste a animação? " não, tive só a ideia e depois explico como quero a outra pessoa. " ah então não fizeste o anuncio, mesmo?" tecnicamente, é meu. Isto é: nosso. "então?".

Só não faço é colheres.

6 comentários:

mãe de dois disse...

Como te compreendo! Não sou da mesma área mas deixa lá que também não é nada fácil explicar. Principalmente aos tios mais velhos (pessoas do campo, simples e com quase 80 anos)que acham que uma mulher só estuda para para ser professora ou enfermeira.

mãe de dois disse...

E tua ficas pela explicação não compreendida, no meu caso a conclusão é: "Estas mulheres agora não querem é fazer nada em casa, arranjam estas coisas para estar o dia todo fora e não tratarem dos filhos e da casa...bla bla bla..."

MissangaAzul disse...

Como eu te compreendo, meu caro... como eu te compreendo...

Raquel disse...

mas fazes potes! e eu faço forwards!

Mamã disse...

Ah, aha, o "depende" aqui ainda dá mais jeito do que é costume :)))

Perdido disse...

É daqui é que vem o "depende", já percebeste...