terça-feira, novembro 02, 2010

Dúvida literária

Qual é a cena com o Bukowsky, agora?

13 comentários:

S* disse...

Parece muito mal se perguntar...

who?

Prezado disse...

Parece um pouco mal, dado que podias ir à Uiki.

depois virias aqui dizer "ó Prezado, não vês que o Bukowsky é um desregrado e em alturas de crise de valores os autores malditos são os mais amados " ou qualquer coisa assim. Mas não sei mesmo.

xuxidiva disse...

Lydia Lunch, acrescento eu.

Cuca disse...

Acreditas que já me tinha perguntado a mesma coisa? Eu gosto de Bukowsky mas ainda não percebi qual a origem da reaparição, quase em jeito de cupcake.

marta morais disse...

acho que foi só a coincidência de algumas reedições (ou coisas que não estavam editadas em português)

Prezado disse...

Tá explicado. O que vale é ter leitores que já leram 900% mais de Buckowsky que eu.

Anarco Praticante disse...

O caro prezado fala aqui de dois escritores que desconheço: Bukowsky e Buckowsky.
Mas conheço outro, chamado Bukowski, que é fixe, e que tem uns belos poemas.

Prezado disse...

benvindo, anarco praticante. é raro ter visitas de puristas da ortografia, já tive durante algum tempo mas reformaram-se, com o cansaço.

Obrigado pelo esclarecimento. Recomenda algum livro em especial ou é tudo bom?
Poesia não é comigo, sou tipo de prosa, embora não se note.

Anarco Praticante disse...

Não ligue a essa história de pureza ortográfica, eu só estava mesmo a fazer uma piada.
Quanto à poesia do Bukowski, é boa porque não se parece com as poesias do costume, cheias de rococós sem conteúdo.
Tem sangue nas ventas, tal como outros autores, como o Sam Shepard.
Nem todos os poemas são bons, mas não nos deixam indiferentes, pelo menos.
Tem tantos livros que é difícil estar a salientar algum. O melhor é procurar poemas avulsos, pela net.

Capitu disse...

Quem?

Mak, o Mau disse...

Não sei bem, ainda ando a degustar uns Bolanos que me sobraram da última moda.

marta morais disse...

Eu li 0% de Bukowski mas leio a Ler todos os meses e fico a saber alguma informação inútil mas de qualidade.

Pulha Garcia disse...

Gosto imenso de Bukowski e aconselho sobretudo o "Mulheres". Tem mamas, riso e choro. É prosa, não é poesia.