quarta-feira, novembro 24, 2010

Este blog está em greve

G'EVE GE'AL

Há 3 anos também esteve. Este ano o PPC alinha novamente com os desempregados, os desregrados, os despauperados, os despenados, os desalinhados, os des-chauferizados, os descontentes, os descontantes, os descretos. Entalem o Sócrates por mim, pá. Que eu hoje não posso.

7 comentários:

Rachelet disse...

Fizeste greve aos Rs?
Com tanta outra letra pirosa para boicotar...

Eu também não posso dar-me ao luxo de perder dinheiro - as pessoas entenderiam se não tivessem os seus contratozinhos e subsidiozinhos, com feriazinhas e baixas pagas e tivessem de contar apenas com o que ganham, em vez dos creditozinhos Cofidis.

No entanto, como parte desse 1/3 da população trabalhadora que são os precários, os recibeiros, irei nem que seja meia hora aos Aliados dar o meu ar de Rosa do Luxemburgo, nem que seja para encher a vista com gente. Porque já chega de foder o mexilhão. Já estava na hora de apertar com a lagosta.

Prezado disse...

Em parte, é como dizes. Eu hoje ia mesmo confirmar a costela de sindicalista, simplesmente porque isto não anda do meu agrado e ainda não arranjámos mais nada para refilar na rua sem ser manif's. Por um like no "não gramo o Socrates" no facebook não me chega, já.

Rachelet disse...

Ui, se fosse a dar likes por todos os políticos que não gramo... acho que excedia a quota de likes do FB!

Enfim, vou dar voz ao manifesto, nem que seja por meia-hora e nem que seja para poder continuar a queixar-me com a autoridade de quem fez por isso. É que quem se queixa, mas depois não levanta o cuzinho para ir votar nem se mexe (nem que seja para abanar uma bandeirinha) para ficar em casa a trocar canais...

xuxidiva disse...

o país devia parar hoje custe o que custasse. PARAR!
Talvez aí percebessem que as coisas fiavam fino...mas como não tenho esperança nenhuma nos Portugueses isso de haver que m não faça greve nem me surpreende nada...

Anónimo disse...

es bom

Capitu disse...

Notaram como o país está totalmente diferente depois da greve?

Prezado disse...

bué. ré-ré.