sábado, abril 26, 2014

Lisboa é boa para turistas

Sair de casa para apanhar a marcha do 25 de Abril, chaimites incluídas, minis ginjas e gente, voltar ao escritório, base para descansar um bocado nem que seja a trabalhar, trocar bitaites, parar meia hora, voltar à rua depois de já ter passado pelo cais do sodré, ver o chiado à noite, descer até ao rio com banda sonora de 94, nine inch nails, subir até ao restaurante, voltar a descer para a ZDB e as tretas neo-qualquer coisa e mais o pessoal habitual, perder meia hora ao pé da rua do Ferragial a tentar fotografar qualquer coisa sem andaimes e guindastes, comer no Carmo com os turistas e voltar às ruas ainda cheias de camaradas e burgueses anafados e voltar a casa, que isto de ser revolucionário não é para todos.