segunda-feira, março 08, 2010

Alice in wonderland

Um produto típico de Tim Burton, pouco acrescenta à estética cartoon do Corpse Bride, aqui exagerada em termos de cenário, mas como sempre, a funcionar. Os personagens - o Johnny Depp é o exemplo mais notável - passam por uma mistura de grotesco /barroco e pop que achei original. Bem, o 3D e a mistura 2D/3D são das coisas mais bonitas que já vi. O Cheshire Cat é o melhor gato que já vi animado. Não quero saber de mais nada, tem piada. Ah, e ignorem os ultimos 5 minutos de filme. Levem toalhitas para limpar os distribuidores de conjuntivite que são entregues à entrada do cinema.

E tomem atenção à piscadela de olhos ao Edward Scissorhands. Genial.

Vão ver.

4 comentários:

bB disse...

ok, é bonito, mas tão desnecessário o 3D... Quero ver de novo, mas sem o raio do 3D. Embelezou, sim, mas tirou o protagionismo da história e fou um 3D técnico, não contextualizado na história. Adorei tudo meno o 3D, Vão ver, mas sem o 3D

Capitu disse...

Eu sou fã do 3D. O cinema vai ter que ser concebido de outra forma, mais cedo ou mais tarde. Ainda assim, O Conto de Natal foi mais espectacular nesse sentido.
Agora o Tim, o Tim é um verdadeiro mestre do negro. Adorei.
Capitolina

Prezado disse...

Eu à partida já ia desconfiado que o 3d ia ser acessório ( no que escrevi falo apenas do 3d gráfico ), mas não me chateou particularmente. Acho que só teve uns 3 momentos de exploração gratuita. Ou se calhar sou eu que tenho uma visão pouco profunda.

Capitu disse...

visão pouco profunda... ahahahahaha