quarta-feira, março 21, 2012

Só posso pensar que:

Esta procura dos telejornais em demonstrar que os sindicatos são afinal feitos de homens se deve apenas a terem desistido de o fazer no governo e nas empresas.
Sim, sempre a favor das greves gerais. Querem que diga o quê, que trabalhar calado resolve alguma coisa? Isso na China deu bons resultados...

8 comentários:

trollofthenorth disse...

Se viessem para a rua como na Grécia, era gajo para meter um lenço no rosto e ir atirar umas pedras a alguém. Eles fazem greves, e a maçonaria continuou a passar por mim nos seus BMW's e Audi's topo de gama. Ali na Avenida.

Prezado disse...

Na Islândia, onde o pessoal estuda e tal, a coisa resolveu-se. E no entanto, ainda se partiram 3 ou 4 janelas. Cá, talvez a coisa esteja a mudar, mas é uma pequena margem da sociedade. Já não sei há quanto tempo é que pensei "o pessoal vai-se passar e partir esta merda toda, é desta." Ora, isso foi no tempo do Sócrates, o tal que só deixou despesas para estes pobres de deus pagarem. Será que o povinho português é tão ponderado e compreensivo que percebe que magoar o governo do Passos era só andar a projectar a violência?

Infelizmente acho que entrámos na era do carneirismo.

du disse...

hoje passei pelos piquetes de greve à porta do via catarina.

independentemente das razões porque o fazem, inspira-me ver a solidariedade nas pessoas que ainda lutam, num mundo em que o indíviduo cada vez se isola mais.

partilho a vossa opinião, partam-se algumas janelas.

já fiz a minha parte durante largos anos =)

Jibóia Cega disse...

Partir janelas nao chegas. Partir cabeças talvez já abra os olhos a muita gente.

Prezado disse...

O povo é sereno, até a apanhar nos cornos.

du disse...

há uma frase curiosa que vi num filme de domingo à tarde. acho que foi no MIB (o 1, que o 2 é para amadores). era algo como uma pessoa é sensata, uma multidão é um bando assustadiço.

a pessoa, individual, não vai cometer violência porque conhece as consequências e a repressão. já com a mentalidade de grupo, wolfpack ou hooligan, como preferirem, sentem-se seguras o suficiente para atacar.

a polícia faz o mesmo. só avança em pelotão porque têm as costas quentes.

haverá violência quando 3 ou 4 a praticarem com sucesso, se encobertos por outros. aí generalizar-se-á aos protestantes.

Prezado disse...

Du, Aplica-se a tudo. O pessoal em grupo é sabido que arrisca mais. Somos só humanos. As ordens de cima que são dadas é que tenho curiosidade de saber quais são.

du disse...

não ias gostar, acredita.

tive as minhas experiências em sistemas hierárquicos do género e em controlo de multidões. quem dá as ordens perde frequentemente a sensibilidade do que está a fazer e só pensa no 'seu' grupo contra o outro grupo.