terça-feira, julho 03, 2012

Ideia grátis - se fosse boa era a pagar

Conceito: um livro reciclável ( tipo escritos Margarida Rebelo Pinto, auto-citados ) , a ser editado todos os 20 anos, mudando apenas as personagens e um ou outro factoide incidental, aproveitando fases da vida comuns a 99% da população mundial ( adolescência, p(m)aternidade, morte etc etc etc ). Exemplo:
Relato sobre adolescente ou pré adolescente e a sua entrada na vida adulta mais cedo do que seria desejado pelos pais, ligeiramente exagerada ou vulgarizando episódios raros ou extraordinários, condensando varias estórias extremas ouvidas aqui e ali de casos diferentes. Presença de selo "baseado numa história real" seguido de legenda "Pensava que conhecia o(a) seu(ua) filho(a)?".
Coordenar o seu lançamento com agenda noticiosa com temas relacionados.

Agora que vejo, este esquema explica mais livros do que pensava.

4 comentários:

acido acetilsalicilico disse...

Mas tu não lês a Livreira Anarquista, hum?
Por acaso, li algures que há um livro cuja tinta - passados 60 dias desaparece...

Prezado disse...

por acaso leio. Ela referiu algo parecido?

Mak, o Mau disse...

Não está mal pensado. Ia referir a história que do livro que a tinta desaparece, mas já não fui a tempo.


Faz-me lembrar um mail que me chegou em tempos e que era para tu construires a tua própria chainletter, escolhendo entre argumentos utilizados. Do género:

Eu sou: membro da realeza da Nigéria, amputado ucraniano, criança sem pais e por aí em diante...

Luís Parttime disse...

essa ideia de um livro que passado 60 dias a tinta desaparece é muito interessante.