domingo, abril 25, 2010

Hoje não têm de se preocupar

Não tentem fazer sentido de tudo quando a maior parte não tem de fazer sentido. O cima é o baixo e o baixo é o cima e o inverso também se aplica. Não analisem. O que está por fazer é simples, inventem:

Um cravo, por exemplo.

É tudo bem simples.
Há alguns anos tudo era concreto. O espaço para o resto era contado e apontado. De lápis na mão, as palavras e as coisas que não cabiam aqui eram talhadas e metidas em sítios onde ninguém as via. Qualquer coisa que crescesse em nós e não coubesse nos sítios destinados era levada para longe. Morria. Ou pelo menos, assim tentavam que fosse. Mas isso foi noutro tempo.

Hoje as coisas são diferentes, digo. Dizem.
Comemorem o dia, saiam à rua. Concretamente, faz todo o sentido.

3 comentários:

Cuca disse...

Subtil, bonito e verdadeiro.
Adorei o post.

Isa GT disse...

Como sou do contra, não me apetece comemorar ;)

Margarida disse...

É muita BOM comemorar a LIBERDADE!!- seja ela de que processo for.

Ainda assim, não gosto muito de 'trazer' processos de passado, para o meu presente.
Redefino a cada segundo a minha liberdade. Por vezes até ocorre um fenómeno: é que apesar de ser a mesma. Aparenta ser maior. mais Grandiosa.
E isso é... muita, muita BOM!
VIVA a LIBERDADE!!