quarta-feira, abril 28, 2010

Nutricionistas na Madragoa

Passo pelo supermercado. Num repentino desejo por confort-food, pego num pacote de batatas fritas tamanho familiar ( é pouco mais pequeno que uma saca de batatas, mas pesa um décimo ) para comer de uma vez a ver televisão e aí é que vejo o preço: 40 cêntimos.

Porra: é mais barato que uma alface; é mais barato do que rúcula;  mais barato que tomate; é mais barato que vinagre balsâmico; é mais barato do que nozes; é mais barato que fetta.
Segundo um estudo publicado por um nutricionista da Madragoa, um pacote de batatas fritas substitui: saladas, sopas, um pequeno almoço continental, duas peças de fruta, um prato de pezinhos de coentrada e sete milhões, duzentos e trinta e quatro mil trezentos e dezanove pratos daqueles que aparecem na revista do Expresso. 40 cêntimos fazem a vez disto tudo e depois querem que o pessoal coma salada com o bife?

Isto falando de comida. O equivalente em bebida é o Ice Tea de limão. 

11 comentários:

Crente disse...

E o Ice Tea de Manga? E o Ice Tea com um pacote familiar de batatas fritas onduladas de presunto?... Acho que vou deprimir... Tenho de perder estes vícios?

Prezado disse...

Depende. Tens 16 anos?

Crente disse...

Se disser que tenho quase o dobro, só tenho de reduzir o vício em metade?

Prezado disse...

À partida, a conta bate certo.

Crente disse...

Assim posso relaxar... já estava a ver a minha vida a andar para trás...

Capitu disse...

Ahhhh! E batatas fritas com sabor a cogumelos? Isso sim é nível!

Prezado disse...

Isso lembra-me as viagens a Londres. É a Meca da variedade dos sabores em tudo. A ultima vez que contei, havia uns 15 tipos de leite no Tesco.

Mamã disse...

É por essa m... custar o que custa é que já andamos cá a ver putos como os americanos: obesos. É que é tão barato comer mal.

Prezado disse...

mas é que aquilo alimenta zero. acho que num ano inteiro foi o segundo pacote de batatas fritas que entrou aqui em casa.

Crente disse...

Eu confesso-me como devoradora de batatas fritas. Não como mais porque acho que me faria mal. Mas fumar também me faz mal, assim como dormir pouco e trabalhar muito. E poucas férias também me faz mal, principalmente juntando ao stress do excesso de trabalho. Vai daí, sabem-me lindamente as batatas fritas e a bejeca como acompanhamentos do jogos de futebol da tv. E não as como para me alimentar o corpo: servem é para me alimentar a moral. :)

Hazel disse...

Agora fiquei com fome.