quarta-feira, maio 04, 2011

Democracia e sushi

Já vi esfregonas a cair no chão com mais graça
Isto da macroeconomia para mim é uma tanga incompreensível, para mim tudo se explica em termos visuais. Atalho cognitivo, dizem. Com este prato aqui ao lado vou tentar explicar o estado do mundo, que é simples.
Isto aqui à direita é um prato de sashimi. Historicamente, um prato de sashimi é um deleite para a vista e para o palato - palato não é malato - feito por um chefe japonês e servido a imperadores em ocasiões especiais. Isto é, uma situação ideal. É como a situação económica que nunca vimos: ideal. Depois, veio a democracia e a sociedade de consumo e o capitalismo. Juntar isto é como ter um forcado comunista a mandar nisto. O carácter comuna leva-o a determinar que o sushi deve ser acessível a todos. O forcado entende que o acesso universal basta e já é bom e que todos os aspectos mais profundos do sushi, como o gosto, a textura ou a estética - coisas que custam dinheiro - são coisa de rabilós. O resultado, apresenta-se aqui ao lado: Sushi para machos. O peixe é cortado à chapada, é seco, velho, arrumado como quem arruma caixotes de fruta no MARL e acima de tudo, mais barato. Isto aplica-se para tudo. Tudo o que compramos hoje menos iPods é um sucedâneo da coisa real. Mas agora até a dona São com uma reforma de miséria pode comer sushi ahhh não espera que mesmo esta merda pegada a que chamaram de sashimi é CARA, porque o sushi a sério o tal com aspecto e que dá vontade de comer esse é ainda mais caro cabrões pois a dona São nem esta merda poderia comer por isso bardamerda. Fui enganado cabrões. Até os meu bitoques têm melhor aspecto que isto.

7 comentários:

Julie D´aiglemont disse...

Obrigam uma gaja a ler Paul Hugon, Jean Touchard e o diabo a quatro, e Prezado com um resumo tão catita da História do pensamento económico! Não é à toa que dizem que o sistema educativo tem de ser alterado.
Beijos.
P.S. Adorei o forcado e o sushi. Não sei que tipo de bolor andas a fumar (será o Pepe?), mas continua.

Prezado disse...

E tu resumiste bem a parte que me faltava: O name-dropping dos teóricos obrigatórios. O verdadeiro conhecimento está na troca e nunca na estaticidade e no hermetismo. Um dia a teoria do forcado-comuna será citada por pessoas que só souberem o que é um Jean Touchard depois de irem à wiki.
Já matei o Pepe, deus o guarde que deus só leva os que ama.

Julie D´aiglemont disse...

Amanhã vou ter uma surpresa tão, mas tão linda para ti. Bom, vou ali tomar um xanax, que não me aguento com o entusiasmo. Watch out! Muhahahahaha

Lillipops disse...

Isso é um prato de sashimi? Assim? Sem mais nem menos? =S
Nunca vi coisa mais insípida...

O que ficava aqui bonito mesmo era o nome do restaurante, com um serviço desses tem que se dar reconhecimento.

Prezado disse...

é uma bela merda sim. Também posso adiantar o facto do menu ter fotografias de pratos tiradas do menu de outro restaurante japonês, onde nem se dão ao trabalho disfarçar.

Julie D´aiglemont disse...

Tenho uma surpresa tão linda para ti no meu blog! É que vais gostar tanto, tanto...

Prezado disse...

Nossa meu chapa que video porreta de bom! a pronuncia me mata! Valeu!!