quarta-feira, setembro 29, 2010

Dica de fotografia em pretérito imperfeito

Para os amantes de fotografia mais distraídos:

Exemplo de relação parasitária.
O dia de ontem foi um dia espectacular para ir tirar umas fotos pela cidade. Um dia com uma luminosidade anormal, onde a luz foi mais clara, devido à ausência de neblina e poeira no ar. Uma nitidez que se prolongava por quilómetros. Geralmente isto acontece depois de grandes chuvas ou vento. Via-se a Caparica toda nitidamente, notavam-se alguns detalhes do cabo Espichel. Palmela.
E eu com isto tudo, o que fiz? tirei uma foto de um gajo a pescar, com um gato a aproveitar a sombra.
Genial.

Edit> estou a ver que o novo sistema de inserir imagens do Blogger elimina um feature que gostava, que era podermos ver as imagens no tamanho original depois de clicar. Bardamerda.

9 comentários:

Crente disse...

Tenho de aprender contigo e andar de máquina fotográfica atrás de mim. Realmente genial!

anouc disse...

Podia ter sido pior... olha se tivesses tirado uma foto só ao balde...

Prezado disse...

Crente,
Já carregaste a minha misera auto-estima por hoje. Disso, estou sempre à pesca.

Crente disse...

E eu, como Peixes, não resisto.

Prezado disse...

Crente, isso soou a parodiantes-de-Lisboa.

Crente disse...

Caramba. Já voltei para o norte há 2 anos e ainda sofro de resquícios de ter morado perto da capital...

Prezado disse...

Esperança. Eu estive uns dias por Montalegre há um ano e ainda escrevo assim.

Maya disse...

Por acaso, ... até gosto.

(tanto azul)

Capitu disse...

ahahahahahahah!