quinta-feira, setembro 23, 2010

Economia para totós


Cool Myspace Generators


Meio saturado de ligar a televisão e ver esta cambada - e vou usar termos de gajo indignado e simplório, não estou para gastar latim com coisas que são óbvias - que é a classe dirigente, digo dirigente de empresas, de institutos, do estado, dos privados, do que for, os que ditam orçamentos e ditam cortes, a repetidamente cortar nos pequenos gastos e nas tretas que fariam a vida de um zé qualquer mais fácil, mas a manter os luxos a que os cargos têm, dirão, como direito adquirido.
O que me chateia nisto, não é o dinheiro gasto. Até julgo que não será muito significativo, no total.
Chateia-me a nível de marketing, que está todo errado. É que mesmo que o Mercedes do director geral andasse com autocolantes da herbalife e estes luxos passassem a ter custo zero, não deixava de ser uma mordomia. E isso, nunca vai deixar de ter o aspecto que tem, aos olhos de quem não tem borlas. E enquanto andarmos nisto, vamos sempre torrar o dinheiro que não é nosso.

Eu sei que isto é conversa fácil. Mas a politica já chegou ao nível do taxismo e a culpa não foi minha.

1 comentário:

M. disse...

(Eh lá, que o Prezado está sentido...).

There, there...