quarta-feira, outubro 06, 2010

Só se fosse de propósito

"Dás-me comida aos gatos, não te esqueces?"

Esquecer-me como? assim que abro a porta tropeço num ou dois.
Depois vão em matilha para a cozinha, já à espera da dose.
E se eles fossem calados, ainda podia ser. Mas não.
E se não acordar a horas ( vide noitada ) , fazem o favor de arranhar a porta, tipo Shinning.

10 comentários:

Cat disse...

Medo. É só o que essa imagem me dá. Medo.

(Tenho medo de gatos, aquilo são mini-tigres, é o que é!)

anouc disse...

Tal e qual. :D

Ai, agora ri-me.

Prezado disse...

Cat,

Eu só faço isto depois de muitos anos habituado a lidar com eles. Qualquer tentativa de aproximação por alguém destreinado pode revelar-se uma má ideia. Mantém essa distancia saudável. Já se derramou demasiado sangue inocente inocente à conta dos gatos domésticos.

Capitu disse...

Mas isso já anda assim? Qualquer dia põe-te a estender a roupa da máquina!

Sofia disse...

Uiii...mas olha que eles até são fofinhos, confessa lá!
Beijinhos,Sofia

Prezado disse...

O que é que queres, pitu? é uma gaja. As gajas foram desenhadas para abusar. Está-lhes nos genes.

senhorita valdez disse...

cala-te.os gatos são fixes.

xuxidiva disse...

tas perdido.....

Prezado disse...

tudo controlado. Dona dos gatos de volta.

Crente disse...

Pois... São terroristas. Um dos que habita lá a casa aprendeu a abrir a porta do armário onde está a comida. Agora, quando tem fome (ou só gula), serve-se.