quinta-feira, outubro 21, 2010

Treino de gatos

Pela primeira vez na vida, tive uma mulher-a-dias em casa. E no meio do universo de mulheres-a-dias possíveis, porque teve de calhar uma que gosta de gatos, mas no sentido retardado-mental do termo?
Tive de sair, não por causa do barulho do aspirador - turbina meio pifada - , mas por causa do barulho da senhora a falar com os gatos.
Eu falo com os gatos, claro. Eles respondem, até. Porque os trato com respeito. Falo como falo com um colega de copos, na boa. "Olá gato, tudo na boa? a curtir o sol, não é? cabrão, grandes vidas...". E assim. Mas, e quando a dona dos gatos já tem este problema que tanto trabalho me dá a corrigir, o falar como se eles fossem parvos, ainda aparece a mulher-a-dias com um vocabulário ainda pior. Não admira que eles achem que isto é tudo deles.
Bilu bliu meu pequenino meu querido quem é o meu querido quem é ai que gatinho mais lindo da mãe que lindo nhi nho nho nhi farrusco lindo miau miau meu rico bichaninho lindo lindo meu amor
Ela junta o fofo com o infantil-retardado. Tenho albuns de Napalm Death e Corrosion of Conformity que me custam menos a ouvir. Foi da maneira que fui apanhar sol.

A senhora merece tudo o que ganha, aspira mais tempo uma divisão do que eu a casa toda.


Não pensem que estou distraído. O Take us to iPod Touch está à vossa espera e à espera da vossa valiosa contribuição.

8 comentários:

S* disse...

ahahahah

Eu sou igual... só pode ser boa mulher se gosta assim dos bichos. :P

Capitu disse...

Olha e eu estou à espera de um gato! Persa...

senhorita valdez disse...

eu chamo o meu gato de FOFINHO e FOFOOOOOO e depois? ele gosta.

Prezado disse...

Pitu, Espera sentada enquanto atendo a freguesia. Os gatos preferem ser tratados como homens, madame. não me lixes.

Cat disse...

Ahahahah
Eu trato o meu cão como "meu pequenino" e outros adjectivos amorosos, apesar do gajo meter medo a alguns homens (!) da vizinhança.

Mak, o Mau disse...

Animais e bebés. São estas as chaves para ligar o modo de falar "pequenito-fofês" latente em muita gente.


Há quem o prefira usar em modelas suecas, mas com aplicações diferentes...

Prezado disse...

Mak, mesmo aí soa-me mal. Não vou propriamente trocar fraldas à sueca.

Cor do Sol disse...

ME DO. Ai.