sábado, outubro 27, 2012

Só naquela II

Pá, não alimentem o monstro do Starbucks. Não há coisa que me meta mais nojo que esta gente que adopta os costumes dos outros só pela estética da coisa. Andar de copo gigante de café na rua é de quem tem uma vida cheia de stress e não tem tempo para se coçar. Mais, uma das primeiras causas de stress são copos de café vendidos a 4 euros.

15 comentários:

POC disse...

GOLD. Estou contigo.

Clara disse...

mas as bolachinhas enormes de pepitas de chocolates são TÃO BOAS (de resto nem bebo café, é-me tinto se presta ou não).

São João disse...

Eu uma vez entrei num porque estava desesperada por um café mas depois comecei a olhar em volta e aquilo tinha tantas variedades e tamanhos e era tudo com copázios e eu não percebi se vendiam bicas cheias que era mesmo o que me estava a apetecer, comecei a ficar toda baralhada e fui me embora sem pedir nada, andei mais um quarteirão e fui a um café normal. Diz que o que aquilo tem de giro é podermos dar um nome falso, mas eu já faço isso quando reservo mesa nos restaurantes.

Prezado disse...

A cena das bolachas ainda percebo, aquilo tem bom ar. Mas os cafés... QUERO UM CAFÉ! CAFÉ! magiolatto paganinni consuelo fedregonni masturbatoni capriccati tou-ma cagar, foda-se, é um café!
só caí na esparrela uma vez, há uns anos. Quando chegou à parte de me perguntarem o nome, então... Nem me consegui rir.

2 amigos meus fazem jogos distintos com os nomes: um tendo nome estrangeiro, colecciona os nomes que cada empregado vai percebendo ( mal ), outro assina superman, batman, etc etc

calhou calhar disse...

Agora já não sei, mas eles também tinham uma frasezinha do dia...

paris2london disse...

É muito hipster não se gostar de starbucks!

Prezado disse...

Starbucks nao é hipster?

Izzie disse...

Não sei se consegues ouvir, é uma ovação de pé.

(aquilo é galões, galões! Não há uma porra de um café sem leitinho, chiça. E os chás? Já caí na esparrela de pagar uma fortuna por um chá merdoso que me ficou de emenda)

Prezado disse...

Acho que eles só têm clientela estrangeira ou pessoal que gosta de filminhos NY-é-lindo-e-cheio-de-pessoas-que-vao-escrever-livros-para-o-starbucks-quando-estão-com-bloqueio-criativo.

paris2london disse...

Depende das zonas! O starbucks do dolce vita tejo é de outro tipo de onda. O de belém é de turistas. Agora o do Rossio e o do Chiado... Upa upa. Eu gosto de ir ao starbuck por:
- It's take away coffee! Não tenho que ficar ali enfiada dentro se não me apetecer.
- Net à pala.
- Os sofás são confortáveis e não cheiram mal (ainda).

Prezado disse...

Ah, afinal há quem goste de andar de café de um lado para o outro. O que quer dizer Upa Upa?

paris2london disse...

Quer dizer que a do chiado é sítio para se evitar, ou então são precisas grandes doses de paciência ou uma capacidade de distracção estonteante.

Gosto sim senhor, de levar o meu over priced galão e ir bebê-lo onde me apetecer!
Sem estar confinada ao capitalismo dos cafés que me obrigam a consumir dentro da casa! See what I did there?

Prezado disse...

Essa do "obrigam-me a consumir dentro de casa" é muito boa. Vou passar a usar esse argumento nos orçamentos.

"sim, esta revista custa orverpriced-orçamento, mas tem a liberdade de a ler onde quer."

Jibóia Cega disse...

Pára tudo! Experimenta a viver em Madrid e gostar de café e logo vês onde vais parar. Pois pois.

Prezado disse...

Esses tipos não sabem fazer bicas?